Dicas

Subwoofer ou woofer: qual a melhor opção em alto-falantes para seu carro?

Ter um carro tunado, com um som potente que faz o chão tremer por onde passa, é o desejo de muitos jovens. Amplificador, corneta, alto-falante, nada pode faltar. Mas em relação a esse último aparelho, fica a dúvida: subwoofer ou woofer, qual é a melhor opção?

Subwoofer ou woofer: qual a diferença?

Antes de definir o melhor modelo de alto-falante, é preciso entender a diferença entre eles. A primeira e principal distinção entre o subwoofer e o woofer está na suas frequências de operação, conforme explica o produtor de conteúdo da Tuning Parts, Rodrigo Chuck.

“Enquanto o primeiro trabalha com sons de 20 a 100Hz, o segundo opera com 50 a 4500Hz”, explica. Vale lembrar que, quanto mais alta é a frequência, mais agudo é o som. Já quanto mais baixa ela for, mais grave o som se torna.

Aparellhos são utilizados para garantir a potência e qualidade do som automotivo.

Desse modo, percebe-se que o woofer tem uma cobertura muito mais ampla na reprodução de sons, podendo trabalhar com tons baixos, médios e altos. Esse modelo é ideal para quem costuma ouvir música com o porta-malas aberto, devido ao seu longo alcance.

O subwoofer, por sua vez, reproduz apenas graves e subgraves, sendo recomendada a sua utilização somente para sons internos devido à sua falta de alcance.

Outra diferença entre os dois está no seu tamanho e na sua consistência. Enquanto o modelo mais potente mede de 5 a 18 polegadas e possui uma borda rígida, a opção que reproduz apenas sons graves varia entre 8 e 21 polegadas, além de ser mais pesado.

Uma boa maneira de diferenciar se o seu alto-falante é subwoofer ou woofer, de acordo com o especialista, é olhar suas bordas. Segundo Chuck, geralmente, o primeiro possui a borda emborrachada e em alto relevo, já o segundo tem a borda plana e estriada.

Custos de cada um

Quanto ao custo, o valor de cada um varia de acordo com a potência, o tamanho e a marca. De acordo com o especialista da Tuning Parts, os preços vão de R$ 100 a R$ 4 mil no caso do woofer e de R$ 100 a R$ 10 mil no subwoofer.

O valor muda também de acordo com o projeto e a aplicação do produto. “Um preço médio para ter uma qualidade boa de som interno com dois subwoofers é R$ 1,5 mil. Já no quesito festas e campeonatos, o valor sobe bastante e, para ter um kit com aproximadamente seis woofers, o valor médio é de R$ 5 mil”, completa.

Subwoofer ou woofer, qual comprar?

Para escolher entre alto-falante subwoofer ou woofer, segundo Chuck, é preciso definir a finalidade do uso.

“Se a sua ideia é apenas dar um melhorada na qualidade do seu som automotivo para ouvir dentro do carro, o primeiro modelo pode ser suficiente. Agora, se você pretender fazer barulho com um alcance maior, é bom considerar a segunda opção”, completa. Ou seja, cada alto-falante é para um uso específico e um modelo não substitui o outro.

Para participar de campeonatos de som automotivo, o investimento costuma ser alto.

Atenção ao volume seu som

Seja subwoofer ou woofer ou qualquer outro alto-falante para aparelho automotivo, é muito importante cuidar a altura do volume do seu som. Conforme a Resolução 204/06 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) o nível de pressão sonora para veículos presentes nas vias não pode ser superior a 80 dB(A) medido a sete metros de distância do veículo.

Cometer essa violação é considerada uma infração grave e tem como penalidade multa e a retenção do veículo para regularização.

Leave a Comment